Concurso MPU 2018: Déficit é de 1.688 técnicos e analistas

CONCURSO MPU 2018

Ministério Público da União (Concurso MPU) trabalha na escolha da organizadora de seu próximo concurso para analistas e técnicos administrativos.

De acordo com a assessoria do órgão, o processo já foi iniciado e encontra-se atualmente no setor de licitações do órgão.

No entanto, os avanços para definição da organizadora só poderão acontecer quando o secretário-geral do MPU, Alexandre Camanho, receber a verba para realização do concurso.

A vacância total no quadro do MPU é de 1.808 servidores, sendo 1.688 cargos vagos apenas nos cargos de Analista de Direito e Técnico em Administração.

Conforme informado pelo portal da Transparência dos quatro ramos do MPU, o que possui maior carência é o Ministério Público Federal (MPF), com 1.654 cargos vagos. Em seguida está o Ministério Público do Trabalho com 62 cargos vagos.

CONCURSO MPU PODE TER CUSTEIO RATEADO ENTRE SEUS QUATRO RAMOS

De acordo com o secretário-geral, Alexandre Sarmanho, a nova alternativa foi buscar junto aos quatro ramos do MPU o valor necessário para realização do concurso. De acordo com a proposta, o Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público Militar (MPM) e Ministério Público do Distrito Federal e Território (MPDFT) concederiam uma quantia para contribuir para que o concurso fosse retirado do papel.

Agora, o MPU aguarda o retorno da solicitação para saber se possui ou não o orçamento para que o concurso aconteça ainda neste ano.

DICAS PARA O CONCURSO MPU

Para estudar com propriedade, Rodrigues frisa que é preciso observar os últimos dois editais do MPU, “como não houve alteração no conteúdo programático nem em 2010 nem em 2014 a tendência é que isso se repita agora.” O professor acredita que antes da publicação do edital, os candidatos têm tempo suficiente para revisar a parte teórica, para praticar exercícios da banca Cespe e estar sempre atualizado fazendo simulados. É preciso atenção especial nas funções do MPU, da procuradora-geral da República, dos órgãos que compõem os ramos do MPU e co Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Agora é o momento mais importante que o candidato possui, ele tem o tempo a seu favor, o que não acontece quando o edital é publicado. Assim, recomendo agora fazer resumo das matérias, pois quando sair o concurso é só estudar por eles, além de fazer exercícios e simulados, e assim o candidato já vai estar à frente de muita gente” aconselha o especialista.

Fonteblog.grancursosonline

Ministério Público da União busca novas formas de custeio para concurso

De acordo com o secretário-geral, Alexandre Sarmanho, a nova alternativa foi buscar junto aos quatro ramos do MPU o valor necessário para realização do concurso. De acordo com a proposta, o Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público Militar (MPM) e Ministério Público do Distrito Federal e Território (MPDFT) concederiam uma quantia para contribuir para que o concurso fosse retirado do papel.

Agora, o MPU aguarda o retorno da solicitação para saber se possui ou não o orçamento para que o concurso aconteça ainda este ano.

A carência de pessoal é grave no Ministério Público da União, atualmente são 1.795 cargos vagos em seus quatro ramos. O MPU já sente os impactos de servidores em posições essenciais, como o cargo de Técnico Administrativo. Por isso, são grandes os esforços realizados internamente para realização do concurso.

Uso de inscrições para pagamento dos custos foi vetado pelo TCU

O Ministério Público tentou viabilizar seu próximo concurso público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU), utilizando as taxas de inscrição para pagamento dos custos relativos à organização do concurso. No entanto, o Tribunal se posicionou contra essa medida.

Em declaração ao portal Folha Dirigida, a Assessoria do TCU informou que:  “As receitas decorrentes da arrecadação de taxa de inscrição em concurso público promovido por órgão estatal, e também as despesas necessárias à sua concretização, devem ser integralmente registradas no Orçamento da União”.

No entanto, o Ministério Público da União segue buscando soluções. Haja vista o grave déficit de pessoal que está prejudicando o funcionamento do órgão.

Veja abaixo a Portaria com Atribuições e Requisitos dos cargos:

Vagas para todos os estados

O concurso MPU terá oportunidades para cargos de nível médio e superior e terá vagas em todos os estados.

As provas também serão aplicadas em todas as capitais.

Confira todos os benefícios que o MPU oferece

Aliada à estabilidade empregatícia, garantida pelo regime estatutário de contratação, e aos bons salários, quem atua no MPU tem direito a um pacote de benefícios, incluindo graticações.

Fazem parte dele o auxílio-alimentação, de R$ 884 (já somado nas remunerações mencionadas), auxílio-transporte (variável de acordo com a localidade) e assistência pré-escolar de R$ 699.

A carga de trabalho também é flexível. Diferente da maioria dos órgãos públicos, os servidores do MPU atuam por sete horas diárias.

Quem estuda e trabalha ainda tem jornada especial, de forma que seu horário de trabalho seja compatível com o de estudos.

Concurso MPU: carência por órgão

  • Ministério Público Federal: 1.637 cargos vagos
  • Ministério Público do Trabalho: 105 cargos vagos
  • Ministério Público Militar: 15 cargos vagos
  • Ministério Público do Distrito Federal e Territórios: 38 cargos vagos

Reajustes salariais

Há também reajustes salariais programados. Até 2019, os ganhos do técnico administrativo chegam a R$ 8.475,37, os do técnico de segurança a R$ 9.582,44, e os do analista a R$ 13.339,30.

Técnico administrativo:

  • Junho de 2017 – R$7.260, 41
  • Novembro de 2017 – R$7.592,53
  • Junho de 2018 – R$7.746,73
  • Novembro de 2018 – R$7.964,21
  • Janeiro de 2019 – R$8.475,37

Técnico em segurança institucional e transporte:

  • Junho de 2017 – R$8.308,17
  • Novembro de 2017 – R$8.650,18
  • Junho de 2018 – R$8.814,26
  • Novembro de 2018 – R$9.041,62
  • Janeiro de 2019 – R$9.582,44

Analista em Direito

  • Junho de 2017 – R$11.345,90
  • Novembro de 2017 – R$11.890,83
  • Junho de 2018 – R$12.143,81
  • Novembro de 2018 – R$12.500,61
  • Janeiro de 2019 – R$13.339,30

Promoções anuais

Os servidores poderão chegar ao ápice da carreira, seja ela de técnico ou analista, em 13 anos, com os respectivos reajustes.

Concurso MPU 2018: Déficit é de 1.688 técnicos e analistas
Concurso MPU

Isso porque há, anualmente, avaliações de desempenho que decidem a promoção do servidor.

No ápice da carreira de técnico, a remuneração chega a mais de R$9 mil e a do analista supera R$15 mil, valores que definirão a aposentadoria dos servidores do MPU.

Remuneração do próximo Concurso MPU

Os cargos de técnico exigem o nível médio como escolaridade, sendo que o de segurança tem como requisito também a carteira de habilitação na categoria D ou E.

As remunerações são de R$ 7.260,41 para técnico administrativo e de R$ 8.308,17 para técnico de segurança. Para analista em Direito, a exigência é a graduação na área. Os ganhos são de R$ 11.345,90.

Último Concurso MPU

E para você que ainda não iniciou a preparação, o ideal é que se comece pelo o edital do concurso MPU de março de 2013, que deverá trazer poucas alterações no deste ano.

Foram registrados quase 300 mil inscritos, sendo a maior parte para técnico. A tradição de nomeação tida em diversas órgãos públicos, também se repete no MPU.

Ainda em vigor, mais de 4 mil candidatos já foram convocados. Destaque para Brasília, sede do órgão, para onde foram destinados mais de 900 aprovados somente para técnico. Vale destacar que o edital oferecia apenas 41 vagas.

Outros locais com número atraente são o Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul.

NOMEAÇÕES 7º CONCURSO MPU

ESTADOSTÉCNICO
ADMINISTRAÇÃO
ANALISTA
DIREITO
CONVOCADOSVAGAS
DO
EDITAL
CONVOCADOSVAGAS
DO
EDITAL
Acre261101
Alagoas221121
Amapá241141
Amazonas911551
Bahia1101601
Ceará41151
Distrito Federal1.1554170010
Espírito Santo271181
Goiás395251
Maranhão501251
Mato Grosso852501
Mato Grosso do Sul691261
Minas Gerais1085521
Pará1159751
Paraíba242221
Paraná965852
Pernambuco431321
Piauí191281
Rio de Janeiro1712712
Rio Grande do Norte111101
Rio Grande do Sul18561131
Rondônia621281
Roraima291151
Santa Catarina912481
São Paulo352131471
Sergipe101111
Tocantins322261
TOTAL (incluindo pcd)3.0501091.77338

 

O que é o Ministério Público da União?

Ministério Público é fruto do desenvolvimento do estado brasileiro e da democracia.

A sua história é marcada por dois grandes processos que culminaram na formalização do Parquet como instituição e na ampliação de sua área de atuação.

No período colonial , o Brasil foi orientado pelo direito lusitano.

Não havia o Ministério Público como instituição. Mas as Ordenações Manuelinas de 1521 e as Ordenações Filipinas de 1603 já faziam menção aos promotores de justiça, atribuindo a eles o papel de fiscalizar a lei e de promover a acusação criminal.

Existiam ainda o cargo de procurador dos feitos da Coroa (defensor da Coroa) e o de procurador da Fazenda (defensor do fisco).

Quais são os órgãos que compõem o MPU?

composicao mpu - Concurso MPU 2018: Déficit é de 1.688 técnicos e analistas

Qual é a função do MPU?

Em 1985, a lei 7.347 de Ação Civil Pública ampliou consideravelmente a área de atuação do Parquet , ao atribuir a função de defesa dos interesses difusos e coletivos.

Antes da ação civil pública, o Ministério Público desempenhava basicamente funções na área criminal. Na área cível, o Ministério tinha apenas uma atuação interveniente, como fiscal da lei em ações individuais.

Com o advento da ação civil pública, o órgão passa a ser agente tutelador dos interesses difusos e coletivos.

Gostou dessa oportunidade?

Prepare-se com quem tem tradição de aprovação e 27 anos de experiência em concursos públicos. Cursos online com início imediato, visualizações ilimitadas e parcelamento em até 12x sem juros

Décit em cargo de técnico administrativo passa de 400 servidores

O décit no cargo de técnico administrativo é de 443 servidores.

O dado, referente ao mês de agosto, consta do Portal da Transparência dos quatro ramos que compõem o Ministério Público da União (MPU).

No Ministério Público Federal (MPF) faltam 396 técnicos administrativos, no Ministério Público do Trabalho (MPT), 30, no Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), 11, e no Ministério Público Militar (MPM), seis. A grande necessidade de servidores vem para reforçar a necessidade da seleção.

Décit também para analistas e técnicos de segurança

A carência está também nas funções de técnico em segurança e transporte e analista em Direito.

Na primeira, que também exige o nível médio e tem remuneração de R$8.308,17, faltam 58 servidores, sendo 39 no MPF, 15 no MPT e quatro no MPDFT.

A tendência nos próximos meses é essa carência de pessoal aumentar, já que, além de não ter concurso válido para supri-la, aposentadorias podem acontecer, abrindo novas vagas.


Comentários


CONCURSOS 2020: clique aqui e confira as oportunidades para este ano!
CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!
CONCURSOS DF 2020: principais concursos previstos para o DF em 2020!