Previsões de concursos (21/08/2013)

ADMINISTRATIVO – DPF

Deverá ser divulgado nos próximos dias o resultado do processo de mobilidade interna dos servidores administrativos da Polícia Federal (PF). O resultado será fundamental na distribuição regional das 566 vagas do concurso para área de apoio do órgão, já que, conforme informações da Coordenação de Recrutamento e Seleção (Corec) do departamento, basicamente, as vagas que ficarem ociosas em cada um dos estados e no Distrito Federal após o processo serão oferecidas na seleção externa. A PF trabalha para divulgar o mais rápido possível o edital de abertura do concurso. De acordo com a Corec, caso a organizadora seja definida em tempo hábil, a divulgação poderá ocorrer logo após o resultado da mobilidade interna. Até a última segunda-feira, dia 19, não havia informações sobre a conclusão da escolha da instituição que ficará à frente do concurso. O mais provável é que o edital seja divulgado até setembro, com as provas sendo aplicadas em novembro, em todas as capitais. Das 566 vagas, 534 serão apenas para agente administrativo. O cargo tem como requisito o ensino médio completo (não há exigência de carteira de habilitação) e proporciona, além de estabilidade (contratação pelo regime estatutário), remuneração inicial de R$3.689,77, incluindo auxílio-alimentação, de R$373.As outras 32 vagas serão em cargos de nível superior. Haverá 11 vagas para engenheiro, 7 para assistente social, 5 para contador, 4 para administrador, 3 para psicólogo e 2 para arquivista. Para esses, os iniciais, também com o auxílio, são de R$5.454,18 (engenheiro) e R$4.412,3 (demais). Em todos os casos (inclusive para agente administrativo), a carga de trabalho será de 40 horas semanais.

Etapas – A Corec já informou que a seleção deverá ser feita por meio de provas objetivas para todos os cargos e, ainda, prova discursiva, apenas para os de nível superior. Embora não tenha antecipado o programa, a coordenação já classificou a última seleção para a área de apoio do departamento, realizada em 2004, como a maior referência para o novo concurso.

 

EMGEPRON

A Empresa Gerencial de Projetos Navais (Emgepron) programa a realização de novo um concurso público. A seleção será destinada ao preenchimento de cerca de 150 vagas, distribuídas pelos níveis fundamental, médio, médio/técnico e superior, além da formação de cadastro de reserva, utilizável durante o prazo de validade, de dois anos, prorrogável por igual período. Haverá vagas para oficial industrial, telefonista, auxiliar de escritório, assistente administrativo, programador de computador, técnico em edificações, engenheiro (eletrotécnico, mecânico, naval e de produção), advogado, jornalista e assistente social, entre outros. A maior parte das oportunidades será para o Rio de Janeiro – São Paulo também será contemplado na seleção. No primeiro semestre deste ano, a empresa passou por uma atualização salarial. Atualmente, o menor salário dos cargos de nível fundamental é de R$900, no médio e no médio/técnico, de R$1.575, e no superior, R$2.435. Os benefícios são auxílio-alimentação, auxílio-transporte e plano médico-odontológico (opcional). Os concursados serão contratados pelo regime celetista.  A expectativa é de que os candidatos sejam avaliado por meio de provas objetivas, versando sobre as disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática e Conhecimentos Específicos. O processo seletivo ainda deverá ser composto por um exame prático, para o nível fundamental, e uma avaliação de títulos, para o superior. No momento, a Emgepron está concluindo a escolha da organizadora, que deve ser anunciada em breve. A empresa chegou quase a definir a entidade que promoverá a seleção, mas, momentos antes, decidiu cancelar a licitação, que estava em curso. Por isso, agora encontra-se em andamento um processo de dispensa de licitação, para também agilizar o concurso. Inicialmente, o edital estava previsto para o início de setembro. Embora ainda não haja uma nova previsão, a expectativa é que o documento seja liberado o quanto antes.

PROFESSOR – DF

Mesmo tendo divulgado, anteriormente, que a previsão era de escolher a organizadora do próximo concurso da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal (SEAP-DF) na primeira quinzena do mês de julho, a Secretaria de Administração Pública do Distrito Federal (SEAP-DF), além de não ter cumprido com o prazo, não divulga mais qualquer informação sobre a seleção. De acordo com autorização já concedida, o processo terá oferta inicial de 854 vagas mais cadastro reserva para professor da Educação Básica (804) e especialista em Educação Básica com ênfase em monitoria educacional – pedagogo/orientador educacional (50). O cronograma do concurso só será definido após esta decisão. Aqueles que desejam trabalhar na Educação Infantil e nos cinco primeiros anos do ensino fundamental devem possuir graduação em Pedagogia. Para os que optarem pela função de orientador educacional, é necessária habilitação na disciplina, ou especialização na área. Os salário são de R$1.744,42, para carga de trabalho de 20 horas semanais, e R$4.343,18, para 40 horas. Os habilitados terão ainda a opção de mudar a carga horária escolhida anteriormente, se desejarem. As convocações seriam, inicialmente, para o ano letivo de 2014. Apesar da demora, quem deseja concorrer às vagas não pode deixar de estudar. Se basear no concurso anterior, pode ajudar. Organizada pela Fundação Universa, em 2010, a última seleção teve oferta de 400 vagas em diversas áreas, como Língua Portuguesa, Matémática, Biologia, Lingua Estrangeira, Informática, Artes, Música e Sociologia. Os 35.777 inscritos foram avaliados por 50 questões objetivas. Além disso, para a área de Língua Estrangeira Moderna, foram propostas avaliações orais e, para os cargos na área de Música, exames práticos orais. Houve ainda análise de títulos.

Previsões de concursos (21/08/2013)
Previsões de concursos (21/08/2013)

FUNDAÇÃO CULTURAL PALMARES

A Fundação Cultural Palmares, ligada ao Ministério da Cultura, abrirá concurso para os níveis médio e superior até o mês de novembro. Como o órgão ainda contratará uma organizadora, o cronograma e demais detalhes ainda serão definidos. A fundação tem prazo máximo de seis meses para publicar o edital de abertura – até 29 de novembro -, mas pretende fazê-lo antes do fim desse período. O concurso trará 11 vagas imediatas, sendo três para quem possui o ensino médio, na função de operacional administrativo. As restantes serão para o 3º grau, nas áreas de: administração e planejamento (4), para formados em Economia ou Ciências Contábeis; Comunicação e divulgação (2), para graduados em Jornalismo; documentação (1) e técnico I (1), estas duas para diplomados em cursos da área de Humanas. Os aprovados serão lotados na sede da fundação, localizada em Brasília, e contratados pelo regime estatutário. A remuneração é de R$2.820,42 para o cargo do 2º grau e de R$4.478,22 para os do 3º, já incluído o valor para alimentação, de R$373. O último concurso da fundação para essas funções – organizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) – foi aberto em 2006. Os candidatos foram avaliados por meio de prova objetiva apenas, contando 50 questões para os do nível médio e 60 para os do superior, sobre Português (25) e Matemática (25) para os primeiros e Português (15), Noções de Aministração Pública e do Sistema MinC (20) e Conhecimentos Específicos (25) para os últimos. A Fundação Cultural Palmares é uma instituição cujo principal objetivo é promover e preservar a cultura afro-brasileira. Também cabe a ela formular e implantar políticas públicas que potencializem a participação da população negra brasileira nos processos de desenvolvimento do país.


Comentários


CONCURSOS 2020: clique aqui e confira as oportunidades para este ano!
CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!
CONCURSOS DF 2020: principais concursos previstos para o DF em 2020!