Concurso SEDEST DF 2018: Ibaneis nega boato e concurso será mantido

Os rumores de que o governo de Ibaneis Rocha (MDB) suspenderia o concurso que prevê 1,8 mil vagas para a assistência social no Distrito Federal movimentaram a internet, grupos de WhatsApp e sindicatos nos últimos dias.

Logo após ter o edital divulgado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) da última terça-feira (27/11), circulou a informação de que o futuro chefe do Executivo cortaria R$ 50 milhões dos recursos reservados para os novos concursos. Porém, o secretário de Fazenda escolhido pelo governador eleito negou o boato.

Segundo André Clemente disse ao Metrópoles, o Concurso SEDEST DF será mantido aberto, com previsão de 1.884 vagas, sendo 314 imediatas e 1.570 para cadastro reserva. “É uma demanda necessária. Precisamos atender bem a população carente”, afirmou.

Embora o concurso seja destinado ao preenchimento de vagas para a Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Sedestmidh), que será desmembrada a partir de 2019, Clemente assegurou a continuidade da seleção.

Durante a semana, o Sindicato dos Servidores da Assistência Social e Cultural do GDF (Sindsasc) publicou nota defendendo a realização do certame. “Esse concurso é inadiável. Ele está muito atrasado, foi postergado algumas vezes e isso gerou um colapso na assistência social do DF”, afirmou Clayton Avelar, presidente da entidade.

Segundo ele, o concurso público para a assistência social foi uma das principais reivindicações que motivou a greve realizada pelos servidores entre março e abril deste ano, com duração de 83 dias.

Vagas insuficientes para o Concurso SEDEST DF

O Sindsasc avaliou ainda, por meio de nota, que o edital do concurso tem número de vagas insuficiente para suprir o déficit de servidores da categoria. “Atualmente, é necessária a contratação de 1,5 mil trabalhadores para que o atendimento dessa política pública seja eficiente. No entanto, o edital do certame contém apenas 314 vagas”, informou no documento. As outras oportunidades estão previstas em cadastro reserva.

Ao todo, são quatro editais. As oportunidades de nível médio estão divididas em 102 vagas para técnico em assistência social. Outras 600 vagas são para agente social; e 60, para cuidador social. A remuneração inicial desses cargos é de R$ 2.600, com carga horária de 30 horas semanais.

Para os candidatos de nível superior, as oportunidades são divididas a remuneração inicial é de R$ 3.599,70, com carga horária de 30 horas semanais.

Concurso SEDEST DF 2018: Ibaneis nega boato e concurso será mantido
Concurso SEDEST DF 2018: Ibaneis nega boato e concurso será mantido

Estrutura

Entre as unidades que compõem a estrutura da assistência social, estão os Centros de Referência da Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializada de Assistência Social (Creas), Centros de Convivência, Restaurantes Comunitários, Unidades de Acolhimento, Centros POP, Pró-Vítima, Casa da Mulher Brasileira, Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam), Núcleos de Atendimento à Família e Autores de Violência Doméstica (NAFAVD) e Casa Abrigo, que acolhe pessoas em situação de vulnerabilidade econômica e social.

Provas e inscrições

O concurso será composto de provas objetivas, redação (para nível superior), avaliação psicológica e análise da vida pregressa. Todas as fases serão realizadas em Brasília.

As provas objetivas estão marcadas para 10 de março de 2019. Serão cobrados conhecimentos em língua portuguesa, atualidades, direito constitucional, direito administrativo e conhecimentos específicos do cargo.

Os interessados em participar do concurso podem fazer as inscrições de 22 de dezembro a 24 de janeiro, na página do Instituto Brasil de Educação (Ibrae). A taxa de participação varia entre R$ 85 e R$ 115.

Fonte: metropoles.com


Comentários


CONCURSOS 2020: clique aqui e confira as oportunidades para este ano!
CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!
CONCURSOS DF 2020: principais concursos previstos para o DF em 2020!