Concurso PGDF: Provas Adiadas!

O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) divulgou, nesta segunda-feira (16) um comunicado sobre o adiamento das provas do concurso público da Procuradoria-Geral do Distrito Federal (Concurso PGDF) que serão aplicadas no dia 22/03. O certame oferece 100 vagas para os cargos de Analista Jurídico e Técnico Jurídico estão abertas.

A decisão foi tomada após o governador Ibaneis Rocha assinar o Decreto nº 40.520, que traz medidas de enfrentamento de saúde pública em decorrência do coronavírus.

Confira abaixo o comunicado:

COMUNICADO

O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) e a Procuradoria-Geral do Distrito Federal (PGDF) informam que, em atenção ao Decreto nº 40.520, publicado no Diário Oficial do Distrito Federal em 14 de março de 2020, ficam adiadas as provas objetivas, para todos os cargos, e a prova discursiva, somente para os cargos de Analista Jurídico, referentes ao concurso público para o provimento de vagas e a formação de cadastro de reserva no cargo de Analista Jurídico e de Técnico Jurídico da carreira de apoio às atividades jurídicas da PGDF, que ocorreriam neste domingo, dia 22 de março de 2020.

O novo cronograma do concurso será divulgado oportunamente.

 

O Decreto nº 40.520 publicado suspende por 15 dias eventos de qualquer natureza com público superior a cem pessoas e atividades educacionais em escolas e universidades.

Com as medidas e com a possibilidade de prorrogação do decreto, o Cebraspe e a PGDF decidiram, que neste momento, é melhor o adiamento das provas do certame.

O concurso é destinado ao provimento de 100 vagas da carreira de Apoio a Atividade Jurídicas para cargos de Analista e Técnico Jurídico.

A remuneração básica inicial é de R$ 4.720,00 para o cargo de Técnico. Já para o cargo de Analista, o vencimento básico será de R$ 7.320,00.

Provas

ANALISTA JURÍDICO

provas nivel superior concurso pgdf 2019 - Concurso PGDF: Provas Adiadas!

TÉCNICO JURÍDICO

provas nivel medio concurso pgdf 2019 - Concurso PGDF: Provas Adiadas!

Critérios de Avaliação Prova Objetiva

As provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, valerão 120,00 pontos.

Cada prova objetiva será constituída de itens para julgamento, agrupados por comandos que deverão ser respeitados.

O julgamento de cada item será CERTO ou ERRADO, de  acordo com o(s) comando(s) a que se refere o item.

Haverá, na folha de respostas, para cada item, dois campos de marcação: o campo designado com o código C, que deverá ser preenchido pelo candidato caso julgue o item CERTO, e o campo designado com o código E, que deverá ser preenchido pelo candidato caso julgue o item ERRADO.

A nota em cada item das provas objetivas, feita com base nas marcações da folha de respostas, será igual a:

50 ÷ (50 ‐ n1) ponto (para a prova de conhecimentos básicos) e 70 ÷ (70 ‐ n2) ponto (para a prova de conhecimentos específicos), caso a resposta do candidato esteja em concordância com o gabarito oficial definitivo das provas.

50 ÷ (50 ‐ n1) ponto negativo (para a prova de conhecimentos básicos) e 70 ÷ (70 ‐ n2) ponto negativo (para a prova de conhecimentos específicos), caso a resposta do candidato esteja em discordância com o gabarito oficial definitivo das provas.

Sendo que n1 e n2 representam, respectivamente, o número de itens da prova objetiva de conhecimentos básicos e o número de itens da prova objetiva de conhecimentos específicos anulados.

0,00, caso não haja marcação ou haja marcação dupla (C e E).

Será reprovado nas provas objetivas e eliminado do concurso público o candidato que se enquadrar em pelo menos um dos itens a seguir:

  • obtiver nota inferior a 10,00 pontos na prova objetiva de conhecimentos básicos P1;
  • obtiver nota inferior a 21,00 pontos na prova objetiva de conhecimentos específicos P2;
  • obtiver nota inferior a 36,00 pontos no conjunto das provas objetivas.

Os gabaritos oficiais preliminares das provas objetivas serão divulgados, a partir das 19 horas da data provável de 24 de março de 2020 (horário oficial de Brasília/DF).

Concurso PGDF: Provas Adiadas!
Concurso PGDF: Provas Adiadas!

Prova Discursiva

A prova discursiva valerá 40,00 pontos e consistirá da redação de texto dissertativo, de até 30 linhas, a respeito de temas relacionados a conhecimentos específicos de cada especialidade.

O texto definitivo da prova discursiva deverá ser manuscrito, em letra legível, com caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente, não sendo permitida a interferência ou a participação de outras pessoas, salvo em caso de candidato a quem tenha sido deferido atendimento especial para a realização das provas.

Nesse caso, o candidato será acompanhado por aplicador especializado do Cebraspe devidamente treinado, para o qual deverá ditar o texto — o qual será gravado em áudio —, especificando oralmente a grafia das palavras e os sinais gráficos de pontuação.

Respeitados os empates na última colocação, serão corrigidas as provas discursivas dos candidatos aos cargos de Analista Jurídico aprovados nas provas objetivas e classificados conforme quadro a seguir.

prova discursiva concurso pgdf 2019 - Concurso PGDF: Provas Adiadas!

Será aprovado na prova discursiva o candidato que obtiver nota na prova discursiva igual ou superior a 20,00 pontos.

Cargos

NÍVEL SUPERIOR

  • REMUNERAÇÃO: R$ 7.320,00.
  • JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.

CARGO 1: ANALISTA JURÍDICO – ESPECIALIDADE: ADMINISTRAÇÃO

  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de bacharelado em Administração, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e registro no órgão de classe.

CARGO 2: ANALISTA JURÍDICO – ESPECIALIDADE: ANALISTA DE SISTEMA (DESENVOLVIMENTO DE SISTEMA)

  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação na área de Ciências da Computação ou Tecnologia da Informação e Comunicação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

CARGO 3: ANALISTA JURÍDICO – ESPECIALIDADE: ANALISTA DE SISTEMA (SUPORTE E INFRAESTRUTURA)

  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação na área de Ciências da Computação ou Tecnologia da Informação e Comunicação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

CARGO 4: ANALISTA JURÍDICO – ESPECIALIDADE: ARQUIVOLOGIA

  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Arquivologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro na Superintendência Regional do Trabalho (SRTE).

CARGO 5: ANALISTA JURÍDICO – ESPECIALIDADE: BIBLIOTECONOMIA

  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Biblioteconomia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe.

CARGO 6: ANALISTA JURÍDICO – ESPECIALIDADE: CONTABILIDADE

  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Contabilidade, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe.

CARGO 7: ANALISTA JURÍDICO – ESPECIALIDADE: DIREITO E LEGISLAÇÃO

  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

CARGO 8: ANALISTA JURÍDICO – ESPECIALIDADE: ESTATÍSTICA

  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Estatística, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe.

CARGO 9: ANALISTA JURÍDICO – ESPECIALIDADE: FARMÁCIA

  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Farmácia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe.

CARGO 10: ANALISTA JURÍDICO – ESPECIALIDADE: JORNALISMO

  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro Superintendência Regional do Trabalho (SRTE).

CARGO 11: ANALISTA JURÍDICO – ESPECIALIDADE: PSICOLOGIA

  • REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em bacharelado ou licenciatura plena em Psicologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC, e registro no órgão de classe.

NÍVEL MÉDIO

  • REMUNERAÇÃO: R$ 4.720,00.
  • JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.

CARGO 12: TÉCNICO JURÍDICO – ESPECIALIDADE: APOIO ADMINISTRATIVO

  • REQUISITO: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio expedido por instituição de ensino reconhecida pelo órgão próprio do sistema de ensino.

CARGO 13: TÉCNICO JURÍDICO – ESPECIALIDADE: ELETRICIDADE E COMUNICAÇÃO

  • REQUISITO: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio expedido por instituição de ensino reconhecida pelo órgão próprio do sistema de ensino, ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso técnico de ensino médio em eletricidade, telecomunicações ou eletrônica, expedido por instituição educacional reconhecida pelo órgão próprio do sistema de ensino.

CARGO 14: TÉCNICO JURÍDICO – ESPECIALIDADE: TECNOLOGIA E INFORMAÇÃO

  • REQUISITO: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio expedido por instituição de ensino reconhecida pelo órgão próprio do sistema de ensino, ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso técnico de ensino médio na área de informática, expedido por instituição educacional reconhecida pelo órgão próprio do sistema de ensino.

Vagas

vagas concurso pgdf 2019 - Concurso PGDF: Provas Adiadas!

Concurso PGDF


Comentários


CONCURSOS 2020: clique aqui e confira as oportunidades para este ano!
CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!
CONCURSOS DF 2020: principais concursos previstos para o DF em 2020!