Concurso INSS 2018/2019: Anasps está aguardando aval do Concurso para este ano

A carência de pessoal é consequência do aumento acelerado de aposentadorias.

2369

O aval do concurso INSS é considerado urgente pela Associação Nacional dos Servidores Públicos, da Previdência e da Seguridade Social (Anasps), considerando o déficit grave de pessoal no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). E o presidente da Anasps, Alexandre Lisboa, confia que o governo federal liberará o aval ainda em 2018.

Estamos confiantes, e a Anasps recebeu com alegria as declarações dos dirigentes do Ministério do Planejamento dizendo que esse concurso será uma das prioridades da pasta. Eles não iriam fazer essa revelação se já não estivessem fazendo algo no sentido de viabilizar isso. Eles não fariam essa declaração de forma leviana”, discorreu ao ser entrevistado.

O presidente da Anasps, que por muito tempo faz a cobrança de abertura de concursos, fez a pontuação da importância de que exista a devida reposição de funcionários de forma constante, e não apenas quando exista um quantitativo de funcionários do INSS aposentados ou em prazo de se aposentar, como é a situação atual.

De acordo com ele, “é fundamental que os novos concursados que entram tenham essa troca de conhecimentos com os servidores que já têm tempo de casa”. E ao passo que o Concurso não tenha autorização e não haja renovação de força de trabalho, as dificuldades e consequências serão notadas.

A falta de servidores acarreta no fechamento de agências e na diminuição do atendimento à população. A qualidade do serviço não cai, porque nosso corpo técnico é muito bem preparado, mas sim a velocidade da prestação de serviços. Com o aumento na demora da autorização desse concurso, boa parte dos mais de 10 mil servidores que recebem abono permanência poderá deixar o INSS no ano que vem, prejudicando ainda mais o atendimento aos segurados”, revelou Alexandre Lisboa.

Posteriormente as declarações de teor positivo dos dirigentes do Planejamento, o requisito de concurso retornou aos trâmites internos na pasta na última data 13, depois de 30 dias sem ação. Este é um indício muito consistente de que o aval pode chegar até o final deste semestre. A autarquia requisitou a autorização da pasta para o contrato de 7.580 funcionários através de um Concurso.

Dessa quantidade, a parte maior será para a função de técnico, de ensino médio são 3.941 oportunidades. Isso revela que o cargo tem a maior ausência de profissionais no INSS, e de modo consequente, traz a possibilidade de mais chamadas públicas de aptos. A função tem salários atuais de R$5.344,87, já acrescidos dos R$458 de vale-alimentação.

Além do cargo de técnico, foram requisitados, para um novo Concurso Público, 1.493 oportunidades para a carreira de analista (R$7.954,09) e 2.146 para perito médico (R$10.616,14). Ambas as funções são de grau superior, sendo que o primeiro é para quem possui a graduação em áreas mencionadas em edital – ainda não reveladas, enquanto que os peritos devem ter formação em Medicina.

Além do contrato observando o novo Concurso, o órgão pretende convocar mais aptos do Concurso de 2015. Portanto, o requisito foi de 2.644 oportunidades para o esgotamento do cadastros de classificados, sendo 2.114 para técnico e 530 de analista.

Porém, como esse quantitativo também não teria suficiência, disponibilizada a grande dificuldade de servidores, o Instituto quer a liberação, ainda, para procedimento de suplementar homologada de aptos no concurso passado. Nessa situação, o requisito foi para um quantitativo maior de 6.324 oportunidades, sendo 6.160 de técnico e 164 para analista. Dessa forma, no geral, o INSS requisitou 16.548 oportunidades ao Planejamento.

Fonte: correiodoserido.com.br

URGÊNCIA PARA REALIZAR CONCURSO COM MAIS DE 13 MIL VAGAS

O tempo corre contra os planos de reposição dos servidores no Instituto Nacional do Seguro Social (Concurso INSS 2018/2019). Em agosto, expira o prazo do concurso realizado em 2015 e o órgão ainda aguarda permissão para poder aproveitar os 2.644 classificados nesse concurso. Em outro pedido, enviado ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPOG) em novembro de 2017, a entidade solicitou liberação para preenchimento de 13,9 mil vagas, sendo 10.101 delas somente para o cargo de técnico do seguro social.

A carência de pessoal é consequência do aumento acelerado de aposentadorias.

Pelo menos 314 das 1.613 das agências em funcionamento têm entre 50% e 100% do quadro de trabalhadores com pedidos de passarem para a inatividade, segundo levantamento do INSS apresentado ao Planejamento no início de 2018.

O número pode chegar a 12 mil até o fim do ano que vem.

Em 2016, a Lei nº 13.324 garantiu aos servidores aptos a passar à condição de inativos o direito a incorporarem a Gratificação da Atividade do Serviço Social (GDASS), mas desde que a opção se desse entre 2017 e 2019.

O benefício seria gradativo conforme média dos rendimentos da GDASS nos 60 meses anteriores, sendo 67% em 2017, 84% em 2018 e 100% em 2019.

Antes dessa medida, ao deixarem a ativa, havia perda de 50% dessa gratificação. Entre as alternativas para restabelecer os quadros de profissionais, o INSS solicitou o aproveitamento dos aprovados na seleção realizada há três anos.

Os 950 classificados dentro das vagas oferecidas para técnicos e analistas foram convocados e, até meados de agosto — quando vence a prorrogação do prazo de validade —, ainda é possível recorrer ao cadastro de reserva.

O Decreto 6.944/2009 só permite a liberação de 50% do total dos cargos oferecidos inicialmente, ou seja, 475. Entretanto, a expectativa é que se consiga autorização para um número maior.

PASSOS LENTOS

Foi encaminhado ao Ministério do Planejamento, em novembro, junto com o estudo das necessidades, a solicitação para preencher mais de 13.000 postos. O pedido avança a passos lentos.

No início de abril, deixou a Divisão de Concursos Públicos — onde tramitou por cerca de um mês —  e seguiu para Coordenação-Geral de Benefícios Previdenciários. Se seguir os trâmites corriqueiros, ainda passará pela Coordenação de Gestão de Pessoas, Secretaria de Orçamento Federal, Secretaria-Executiva, Consultoria Jurídica e, só então, segue para a autorização do gabinete do ministro Esteves Colnago.

Depois da autorização, o INSS terá seis meses para divulgar o edital de abertura e outros 60 dias, no mínimo, para realização das provas objetivas e realizar todas as demais etapas. Ou seja, não se pode esperar por novos servidores em menos de um ano, apesar do assunto ter passado a ser parte das prioridades do Executivo nacional.

Enquanto a solução não chega, o INSS tem promovido concursos internos de remoção, ampliado a estrutura da Central de Atendimentos e lançou, recentemente, o Portal Meu INSS. Internamente, está em fase de implementação o INSS Digital, que tem alterado fluxo de trabalho e promovido a digitalização de processos a fim de reduzir custos e dar mais celeridade às rotinas.

MAIS DE 1 MILHÃO DE INSCRITOS

A última seleção ganhou destaque por ter atraído um número impressionante de candidatos: mais de 1,1 milhão. Nos últimos sete anos, só outros dois concursos tiveram procura  semelhante: a Caixa com 1,15 milhão interessados, em 2014, e dos Correios com 1,12 milhão, em 2011.

Das vagas oferecidas, 800 foram para técnico e 150 para analista com graduação em Serviço Social. O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe, antigo Cespe) foi responsável pelo processo seletivo.

Em 2011, a Fundação Carlos Chagas (FCC) ficou à frente da seleção de 1.875 novos servidores. À época, 11.760 candidatos se inscreveram para concorrer às 375 vagas de médicos peritos e 904.459 para as 1,5 mil de técnicos.

Os candidatos a técnico devem ter nível médio; já os analistas precisam ser graduados e os peritos obrigatoriamente devem apresenta formação em medicina. Além da área de Serviço Social, para o próximo concurso devem ser contemplados os graduados em administração, engenharia, direito, pedagogia, psicologia, comunicação, ciências sociais, arquitetura, letras e outras para o cargo de analista.

A expectativa grande de vagas e do aproveitamento de aprovados devem chamar a atenção mais uma vez dos candidatos, especialmente motivado pelas remunerações iniciais que variam entre R$ 5,3 mil e R$ 8,9 mil.

Entretanto, o quantitativo pedido ao MPOG não deve ser liberado de uma só vez e, sim, espera-se a criação de uma agenda de seleções com nomeação escalonada, para atender aos requisitos orçamentários.

Fonte: www.metropoles.com

SOLICITAÇÃO DE CONCURSO DO INNS É ANALISADA PELO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO; EDITAL PODE SAIR EM 2018

O Instituto Nacional do Seguro Social tem expectativa de divulgar a abertura de novo concurso público (Concurso INSS 2018/2019) em breve. No último dia 4 de abril, representantes da Federação Nacional de Sindicatos de Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (FENAPS) estiveram em reunião na Secretaria de Gestão de Pessoas do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (SGP/MPDG). Na pauta, estavam os temas de reajustes salariais, planos de saúde, cumprimentos de acordo de greve e abertura de novo concurso público.

Os representantes da Federação reafirmaram a necessidade de concurso público do INSS frente ao caos generalizado em que se encontram os postos de trabalho e o atendimento à população nas políticas públicas da base da federação. Reivindicou ainda que fossem empossados os excedentes dos últimos concursos.

Em resposta, o Planejamento afirmou categoricamente que não há possibilidade de convocação dos excedentes dos últimos concursos em função da expiração dos prazos legais definidos em edital. Em relação a novos concursos, o Planejamento informou que o pedido de concurso INSS 2018 será encaminhado para as demandas prioritárias deste ano. A possibilidade de atender as vagas ainda é remota pelas questões envolvendo a intervenção militar no RJ e a operação “Carne Fraca”, que remanejaram recursos dos concursos. No entanto, a expectativa é que o certame possa ser autorizado.

PEDIDO DE NOVO CONCURSO DO INSS

O pedido para a realização do novo concurso público do Instituto Nacional do Seguro Social (Concurso INSS) continua avançando no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG).

Atualmente, o processo está em análise na Divisão de Concursos Públicos do ministério, desde o dia 13 de março.

Vale lembrar que o próprio presidente do órgão, Francisco Paulo Soares Lopes, já reiterou a solicitação de novos servidores junto ao Planejamento.

O pedido do concurso INSS 2018/2019 foi encaminhado no final do ano passado ao MPDG. No documento foi requerido o preenchimento de um total de 16.548 oportunidades.

concurso inss 2018 2019 vagas - Concurso INSS 2018/2019: Anasps está aguardando aval do Concurso para este ano
Vagas – concurso INSS

Das vagas solicitadas, pelo menos 7.580 são para a abertura de novo concurso público a partir de 2018. Destas chances, 3.941 são para técnico (área meio), 1.493 para analista (diversas formações) e 2.146 para perito.

Consta na nota técnica enviada pelo INSS ao Planejamento que as demais ofertas são para as seguintes situações: 2.644 vagas para os excedentes da seleção vigente (2.114 para técnico e 530 para analista) e 6.324 que podem ser tanto para o atual processo seletivo quanto para o novo certame (6.160 para técnico e 164 para analista).

A expectativa é de que o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão libere o mais rápido possível a autorização para que o novo concurso do INSS aconteça entre 2018 e 2019.

A solicitação passou por nada menos que quatro setores do Planejamento. Agora, o pleito está sendo analisado pela Divisão de Concursos Públicos da pasta. Além disso, a operação foi alterado de nível de acesso geral para público.

Além dos avanços, uma outra boa notícia veio do Ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra. De acordo com ele, existe a prioridade de realização de novo concurso do INSS.

Além disso, ele afirmou que o concurso anterior, realizado entre 2015, deverá ser concluído, antes que um novo certame seja autorizado.

Déficit de Servidores

Apesar de ter divulgado um concurso em 2015 com 950 vagas, o INSS conta com um déficit de nada menos que 19.221 servidores.

Desse quantitativo, há a carência nos cargos de técnico (12.142), analista (2.299) e perito médico (1.630).

O déficit no órgão ainda pode piorar com os 12.043 servidores que estão em vias de se aposentar. Se isso acontecer, conforme já apontou em auditoria o Tribunal de Contas da União (TCU), o INSS deverá divulgar um novo concurso público para reoxigenar o seu quadro de servidores.

Os dados citados são do balanço divulgado no ano passado pelo Portal Siape Net, da Secretaria de Gestão de Pessoas e Relações do Trabalho no Serviço Público do Ministério do Planejamento.

ÚLTIMO CONCURSO DO INSS

O concurso INSS 2015 foi realizado pelo Cespe/Cebraspe.

O Concurso do INSS 2015 ofereceu 950 vagas, sendo 800 para Técnico do Seguro Social (nível médio) e 150 Analista do Seguro Social (nível superior).

  • Nível Médio: Técnico do Seguro Social (800 vagas). Salário de R$4.886,87 (chegando a R$ 5.259,87, após seis meses), já incluso as gratificações. Jornada de trabalho de 40 horas semanais.
  • Nível Superior: Analista do Seguro Social (150 vagas). Salário de R$7.496,09 (até R$ 7.869,09), já com as gratificações. Jornada de trabalho de 40 horas semanais.

CARGOS DO CONCURSO INSS

A carreira de técnico do seguro social é uma das mais visadas pelos concurseiros, ainda mais que exige apenas ensino médio completo e apresenta salário inicial de R$ 5.344,87, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 458.

A carreira de analista exige formação superior em diversas áreas de atuação (incluindo serviço social, administração, engenharia, direito, pedagogia, psicologia, comunicação, ciências sociais, arquitetura e letras, entre outras), sendo que a remuneração corresponde a R$ 7.954,09, contado com o benefício alimentação.

Já a posição de perito destina-se aos profissionais com graduação em medicina e registro no respectivo conselho regional. O inicial é de R$ 8.988,41, também com o auxílio.

Comentários

Concurso INSS 2018/2019: Anasps está aguardando aval do Concurso para este ano
4.8 (95.76%) 642 votes
DICAS PARA CONCURSOS
RECOMENDADOS PARA VOCÊ