Concurso IBGE 2019: Inscrições Abertas para Coordenador e Agente Censitário

Mais de 2,6 mil vagas! Edital IBGE conta com salários de até R$ 3 mil!

Inscrições Abertas do Processo Seletivo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Concurso IBGE 2019) para a contratação temporária de 2.658 pessoas para a realização do censo demográfico 2020.

A banca organizadora escolhida para a realização da seleção é a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Ao todo, o concurso IBGE ofertará vagas para todos os municípios do país e as contratações dos aprovados acontecerão a partir de janeiro de 2020.

O Instituto já está autorizado pelo Ministério da Economia a contratar, por tempo determinado, 234.416 profissionais. Todos os editais para preenchimento das vagas sairão até o mês de maio de 2020 de acordo com a Assessoria do órgão.

Concurso IBGE: vagas e remuneração

O edital do IBGE oferece 2.658 vagas para os cargos de Coordenador Censitário Subárea e Agente Censitário Operacional, divididos da seguinte forma:

  • Coordenador Censitário Subárea (CCS) – 1.343 vagas;
  • Agente Censitário Operacional (ACO) – 1.315 vagas.

O cargo de Coordenação Censitário conta com a retribuição mensal de R$ 3.100,00. Já para o cargo de Agente Censitário, a retribuição será de R$ 1.700,00.

Os contratos, para ambos os cargos, serão de no máximo 12 meses.

Concurso IBGE: requisitos e atribuições

Para ambos os cargos ofertados, é requisito mínimo o diploma de conclusão do ensino médio para o exercício do cargo. Já para o cargo de Coordenador Censitário, além do diploma, também é necessária a apresentação da Carteira Nacional de Habilitação definitiva ou provisória, sendo válida, no mínimo, a categoria B.

Agente Censitário Operacional (ACO)

  • REQUISITOS: ensino médio completo.
  • ATRIBUIÇÕES: assistir na realização do trabalho administrativo e de informática na Unidade em que estiver lotado, por meio da organização, produção e controle de documentos, processos, procedimentos, dados e informações; executar atividades administrativas nas áreas de recursos humanos, materiais, patrimoniais, orçamentários, financeiros e de disseminação de informações; recepcionar e atender aos colaboradores do IBGE e ao público em geral, pessoalmente ou por telefone; utilizar máquina copiadora, preparar relatórios, ofícios, memorandos, confeccionar planilhas eletrônicas e inserir e/ou transmitir dados em sistemas informatizados e em dispositivos eletrônicos entre outras.

Coordenador Censitário Subárea (CCS)

  • REQUISITOS: ensino médio completo. Carteira Nacional de Habilitação definitiva ou provisória, no mínimo categoria B, no prazo de validade.
  • ATRIBUIÇÕES: responder por questões técnicas, administrativas e operacionais, conforme orientações institucionais e de seu superior do quadro de pessoal efetivo do IBGE; acompanhar os trabalhos das equipes das coordenações nacionais e estaduais de supervisão e implementar as orientações recebidas; adotar as providências relativas à contratação, prorrogação de contratos e desligamento das funções de Agente Censitário Municipal, Agente Censitário Supervisor e Recenseador e realizar avaliações mensais dos contratados, dentro dos prazos fixados entre outras.

Concurso IBGE: inscrições

As inscrições para o concurso IBGE estarão abertas a partir do dia de hoje (25/09). As inscrições ficarão abertas até às 16h do dia 15/10/2019. Para efetuar sua inscrição, o interessado deverá acessar, via internet, o endereço eletrônico https://fgvprojetos.fgv.br/concursos/ibgepss2019, até a data e horário limite.

Taxas de inscrição:

  • Coordenador Censitário Subárea (CCS) – R$ 58,00;
  • Agente Censitário Operacional (ACO) – R$ 42,50.

O pagamento do valor da taxa de inscrição poderá ser efetuado até o dia 01/11/2019 . Os pagamentos efetuados após esse prazo não serão aceitos e o requerimento de inscrição será cancelado.

Concurso IBGE: provas

A seleção IBGE será composta de provas objetivas que serão realizadas no dia 08/12/2019.

As provas objetivas de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório, para as funções de Agente Censitário Operacional (ACO) e Coordenador Censitário Subárea (CCS) serão realizadas nos municípios/UF e municípios sede/UF previstas no Anexo I do edital, no dia 08/12/2019, das 13h às 17h, segundo o horário oficial de Brasília-DF.

Os locais para realização das provas objetivas serão divulgados no endereço eletrônico
na data prevista de 02/12/2019.

Concurso IBGE 2019: Inscrições Abertas para Coordenador e Agente Censitário
Concurso IBGE 2019: Inscrições Abertas para Coordenador e Agente Censitário

Confira abaixo as disciplinas que serão cobradas para cada função:

Coordenador Censitário Subárea (CCS)

Conhecimentos básicos

  • Língua Portuguesa – 15 questões
  • Raciocínio Lógico – 10 questões
  • Ética no Serviço Público – 5 questões

Conhecimentos Específicos

  • Noções de Administração e Situações Gerenciais – 30 questões

Agente Censitário Operacional (ACO)

Conhecimentos básicos

  • Língua Portuguesa – 15 questões
  • Raciocínio Lógico – 10 questões
  • Ética no Serviço Público – 5 questões

Conhecimentos Específicos

  • Noções de Administração – 15 questões
  • Noções de Informática – 15 questões

Será considerado aprovado nas prova objetivas o candidato que, cumulativamente:

  • a) acertar, no mínimo, 30% (trinta por cento) do total da prova; e
  • b) acertar, no mínimo, 1 (uma) questão de cada módulo.

O candidato aprovado dentro do número de vagas será considerado classificado, enquanto o candidato aprovado fora do número de vagas, dentro dos limites dispostos no Anexo II do Decreto n° 9.739, de 2019, será considerado não eliminado.

Concurso IBGE: sobre o censo demográfico

O que é o Censo? – A palavra censo vem do latim census e quer dizer “conjunto dos dados estatísticos dos habitantes de uma cidade, província, estado, nação”. O Censo é a única pesquisa que visita todos os domicílios brasileiros (cerca de 58 milhões espalhados por 8.514.876,599 km²). Para conhecer a situação de vida da população em cada um dos 5.565 municípios do país. Um trabalho gigantesco, que envolve cerca de 230 mil pessoas, bem diferente da pesquisa amostral, que, como o próprio nome indica, investiga uma amostra da população e, a partir de modelos estatísticos, chega à representação do todo.

Para que serve o Censo? – O Censo é a principal fonte de dados sobre a situação de vida da população nos municípios e localidades. São coletadas informações para a definição de políticas públicas em nível nacional, estadual e municipal. Os resultados do Censo também ajudam a iniciativa privada a tomar decisões sobre investimentos. Além disso, a partir deles, é possível acompanhar o crescimento, a distribuição geográfica e a evolução de outras características da população ao longo do tempo.

Que políticas públicas podem ser geradas a partir dos resultados do Censo? – Através do Censo, o poder público pode identificar áreas de investimentos prioritárias em saúde, educação, habitação, saneamento básico, transporte, energia, programas de assistência à infância e à velhice. E também selecionar locais que necessitam de programas de estímulo ao crescimento econômico e desenvolvimento social.

O Censo interfere nos repasses de verbas públicas? – Ao contar a população, o Censo produz resultados que servem de parâmetro para saber quanto cada cidade receberá de repasse federal. São os resultados do Censo que fornecem as referências para as estimativas populacionais realizadas nos anos seguintes, com base nas quais o Tribunal de Contas da União (TCU) define as cotas do Fundo de Participação dos Estados e do Fundo de Participação dos Municípios. Além de fornecer informações imprescindíveis para a distribuição orçamentária das pastas da Educação, Cultura, Saúde e Infraestrutura, baseadas no número e distribuição da população.

O Censo interfere na representação política? – Sim. São os resultados do Censo que fornecem as referências para as estimativas populacionais, com base nas quais é definido o número de deputados federais, estaduais e vereadores de cada estado e município.

Como a iniciativa privada utiliza os dados do Censo? – Os dados do Censo fornecem parâmetros para as decisões de investimentos do setor privado, como a seleção de locais para a instalação de fábricas, shopping centers, escolas, creches, cinemas, restaurantes etc.

Como os censos surgiram no Brasil? – Antes de 1870, as estatísticas sobre a população brasileira eram conjecturais, destinadas a atender aos interesses de nossa então metrópole, Portugal. Sob recomendação da coroa portuguesa, autoridades eclesiásticas no Brasil contaram a população em 1776, e estimou-se que no Brasil viviam 1.900.000 “almas”.

Quando ocorreu o primeiro Censo no Brasil? – O IBGE considera que o primeiro Censo Demográfico do Brasil foi realizado em 1872, época em que o país era uma monarquia governada pelo imperador D. Pedro II. Além de perguntas sobre sexo, idade, escolaridade e estado civil, religião e deficiência física, o questionário incluía a pergunta se a pessoa era livre ou escrava. Já o primeiro Censo a ser realizado pelo IBGE foi o de 1940.

Detalhes do Concurso IBGE

  • Concurso: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Concurso IBGE)
  • Banca organizadora: Fundação Getúlio Vargas (FGV)
  • Cargos: Coordenador Censitário e Agente Censitário Operacional
  • Escolaridade: Nível médio
  • Número de vagas: 2.658
  • Remuneração: de R$ 1.700,00 e R$ 3.100,00
  • Inscrições: de 25 de setembro a 15 de outubro de 2019
  • Taxa de inscrição: R$ 58,00 ou R$ 42,50

Comentários


CONCURSOS 2020: clique aqui e confira as oportunidades para este ano!
CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!
CONCURSOS DF 2020: principais concursos previstos para o DF em 2020!