Concurso PM SP 2018: VUNESP divulga provas e gabaritos preliminares

CONCURSO PM SP 2018 SOLDADOS

A Fundação VUNESP publicou as provas e gabaritos preliminares da prova aplicada hoje (21/10) do concurso PM SP 2018. O certame ofereceu 2.700 vagas para o cargo de soldados de 2ª classe da Polícia Militar do Estado de São Paulo destinados a candidatos do sexo masculino e feminino.

PROVAS E GABARITO PRELIMINAR

ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE SOLDADO PM DE 2ª CLASSE

As atribuições do cargo de Soldado PM de 2ª Classe são: o policiamento ostensivo e a preservação da ordem pública, envolvendo a repressão imediata às infrações penais e administrativas e a aplicação da lei, nas diversas modalidades de policiamento, sempre primando pela defesa da vida, da integridade física e da dignidade da pessoa humana, em conformidade com os princípios doutrinários de polícia comunitária, de direitos humanos e de gestão pela qualidade, por intermédio da conclusão com aproveitamento do Curso Superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública, destinado a formar, com solidez teórica e prática, o profissional ocupante do cargo inicial do Quadro de Praças da Polícia Militar.

Não haverá reserva de vagas para pessoas com deficiência, tendo em vista as peculiaridades do exercício das funções policiais militares inerentes ao cargo.

REQUISITOS PARA INSCRIÇÃO

  • ser brasileiro;
  • ter idade mínima de 17 (dezessete) anos;
  • ter idade máxima de 30 (trinta) anos;
  • ter estatura mínima, descalço e descoberto, de:
    • 155 cm (cento e cinquenta e cinco centímetros), se mulher;
    • 160 cm (cento e sessenta centímetros), se homem;

O candidato ao ingresso poderá apresentar tatuagem, exceto quando:

  • divulgar símbolo ou inscrição ofendendo valores e deveres éticos inerentes aos integrantes da Polícia Militar;
  • fizer alusão a:
    • ideologia terrorista ou extremista contrária às instituições democráticas ou que pregue a violência ou a criminalidade;
    • discriminação ou preconceito de raça, credo, sexo ou origem;
    • ideia ou ato libidinoso;
    • ideia ou ato ofensivo aos direitos humanos.

CONDIÇÕES PARA A POSSE

  • possuir aptidão física compatível com o exercício do cargo;
  • possuir higidez física e mental;
  • possuir perfil psicológico compatível com o exercício do cargo;
  • estar quite com as obrigações eleitorais;
  • estar quite com as obrigações militares, se do sexo masculino;
  • se militar, estar enquadrado pelo menos no comportamento disciplinar “bom” ou equivalente, e não ter cometido, nos 2 (dois) últimos anos, transgressão disciplinar classificada como “grave” ou equivalente;
  • ter concluído o ensino médio ou equivalente;
  • ser habilitado para condução de veículo motorizado entre as categorias “B” e “E”;
  • ter boa conduta social, reputação e idoneidade ilibadas;
  • se ex-integrante das Forças Armadas ou de Força Auxiliar, não ter sido demitido “ex officio” por ter sido declarado indigno para o oficialato ou com ele incompatível, excluído ou licenciado a bem da disciplina, salvo em caso de reabilitação;
  • não ter sido, nos últimos 5 (cinco) anos na forma da legislação vigente:
    • responsabilizado por ato lesivo ao patrimônio público de qualquer esfera de governo em processo disciplinar administrativo, do qual não caiba mais recurso, contado o prazo a partir da data do cumprimento da sanção;
    • condenado em processo criminal transitado em julgado, contado o prazo a partir da data do cumprimento da pena.

CARGO DE SOLDADO PM DE 2ª CLASSE

Conforme disposto na Lei Complementar nº 731/93, com alterações da Lei Complementar nº 1.317/18, a remuneração básica inicial para o cargo de Soldado PM de 2ª Classe é de R$ 3.143,70 (três mil, cento e quarenta e três reais e setenta centavos), sendo que as parcelas que a compõem são: padrão no valor de R$ 1.226,03 (mil, duzentos e vinte e seis reais e três centavos), Regime Especial de Trabalho Policial (RETP), previsto na Lei nº 10.291/68, no valor de R$ 1.226,03 (mil, duzentos e vinte e seis reais e três centavos), e insalubridade, prevista na Lei Complementar nº 432/85, com alterações da Lei Complementar nº 1.179/12, no valor de R$ 691,64 (seiscentos e noventa e um reais e sessenta e quatro centavos).

ETAPAS DO CONCURSO

Exames de Conhecimentos (Capítulos V a VIII), que serão divididos em:

Prova Objetiva (Parte I), de caráter eliminatório e classificatório, visa avaliar o conhecimento do candidato para o desempenho das atribuições e versará sobre o conteúdo programático constante no “Anexo B”;

Prova Dissertativa (Parte II), de caráter eliminatório e classificatório, visa avaliar a capacidade do candidato de produzir uma redação que atenda ao tema e ao gênero/tipo de texto propostos, além de seu domínio da norma culta da língua portuguesa e dos mecanismos de coesão e coerência textual;

Exames de Aptidão Física (Capítulo IX), de caráter eliminatório, visam avaliar o desempenho físico do candidato, que deverá obedecer aos padrões exigidos para o cargo;

Exames de Saúde (Capítulo X), de caráter eliminatório, os quais visam avaliar as condições de saúde do candidato;

Exames Psicológicos (Capítulo XI), de caráter eliminatório, visam identificar características de personalidade, aptidão, potencial e adequação do candidato ao perfil psicológico estabelecido para o cargo;

Avaliação da Conduta Social, da Reputação e da Idoneidade (Capítulo XII), de caráter eliminatório, visa à apreciação da conduta social, reputação e idoneidade do candidato, em sua vida pregressa e atual em todos os aspectos da vida em sociedade, quer seja social, moral, profissional, escolar, quanto à compatibilidade para o exercício do cargo;

Análise de Documentos (Capítulo XIII), de caráter eliminatório, tem por finalidade analisar os documentos apresentados pelos candidatos para comprovação dos requisitos e condições para ingresso.

DA REALIZAÇÃO DOS EXAMES DE CONHECIMENTOS (PROVA OBJETIVA – PARTE I E PROVA DISSERTATIVA – PARTE II)

Os Exames de Conhecimentos (Partes I e II), correspondentes ao Ensino Médio, serão de responsabilidade da Fundação VUNESP, quanto à sua elaboração, organização, aplicação e correção.

A Prova Objetiva (Parte I) será composta por 60 (sessenta) questões de múltipla escolha com cinco alternativas cada uma, sendo apenas uma alternativa correta, de acordo com o conteúdo programático constante do “Anexo B”:

  • Língua Portuguesa e Interpretação de Texto – 18 (dezoito);
  • Matemática – 12 (doze);
  • Conhecimentos Gerais – 14 (catorze);
  • Noções Básicas de Informática – 8 (oito);
  • Noções de Administração Pública – 8 (oito);

A Prova Dissertativa (Parte II) será composta de uma redação, na qual se espera que o candidato produza uma dissertação em prosa na norma-padrão da língua portuguesa, a partir da leitura de textos auxiliares, que servem como um referencial para ampliar os argumentos produzidos pelo próprio candidato.

Ele deverá demonstrar domínio dos mecanismos de coesão e coerência textual, considerando a importância de apresentar um texto bem articulado.

A Prova Objetiva (Parte I) e a Prova Dissertativa (Parte II) serão aplicadas simultaneamente e terão duração de 4 (quatro) horas.

A Prova Objetiva (Parte I) será avaliada na escala de 0 (zero) a 60 (sessenta) pontos.

Cada questão terá valor de 1 (um) ponto, sendo considerado habilitado o candidato que obtiver, no mínimo, 30 (trinta) pontos.

Somente serão corrigidas as Provas Dissertativas (Parte II) dos candidatos que obtiverem, no mínimo, 30 (trinta) pontos na Prova Objetiva (Parte I).

A Prova Dissertativa (Parte II) será avaliada na escala de 0 (zero) a 40 (quarenta) pontos, sendo considerado aprovado o candidato que obtiver nota igual ou superior a 20 (vinte) pontos.

APLICAÇÃO DAS PROVAS

Os Exames de Conhecimentos (Partes I e II) possuem data prevista para realização em 21 de outubro de 2018, no período da tarde.

A confirmação da data, do horário e das informações sobre local para a realização das provas ocorrerá no período de 10 a 12 do mês de outubro de 2018.

Concurso PM SP 2018: VUNESP divulga provas e gabaritos preliminares
Concurso PM SP 2018: VUNESP divulga provas e gabaritos preliminares

INSCRIÇÃO NO CONCURSO PM SP 2018

As inscrições do concurso PM SP 2018 deverão ser realizadas somente pela INTERNET, no site www.vunesp.com.br, no período das 10h00 de 09 de agosto de 2018 às 23h59 de 10 de setembro de 2018.

O candidato poderá realizar o pagamento da taxa de inscrição até o 1º dia útil subsequente ao término do período das inscrições.

O valor da inscrição será de R$ 50,00 (cinquenta reais) e poderá ser pago em qualquer agência bancária.

No ato de inscrição o candidato deverá optar para realizar os Exames de Conhecimentos (Partes I e II) em um dos seguintes Municípios:

  • Araçatuba;
  • Bauru;
  • Campinas;
  • Piracicaba;
  • Presidente Prudente;
  • Ribeirão Preto;
  • Santos;
  • São José do Rio Preto;
  • São José dos Campos;
  • São Paulo;
  • Sorocaba.

A escolha do local de realização dos Exames de Conhecimentos (Partes I e II) refere-se apenas a esta etapa do concurso da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

EDITAL DO CONCURSO

DETALHES EDITAL PM SP SOLDADO

  • Concurso: Concurso PM SP 2018 – cargo de soldados de 2ª classe da Polícia Militar do Estado de São Paulo
  • Banca organizadora: Fundação Vunesp
  • Cargos: Soldado
  • Escolaridade: Nível médio
  • Número de vagas: 2.700
  • Remuneração: R$ 3.143,70
  • Inscrições: de 09 de agosto a 10 de setembro de 2018
  • Taxa de inscrição: R$ 50
  • Data de realização da prova objetiva: 21 de outubro de 2018

VALIDADE

O concurso PM SP terá validade de 6 (seis) meses, a contar da data de sua homologação e poderá, a critério da Administração, ser prorrogado por igual período.

NOMEAÇÃO, POSSE E INÍCIO DE EXERCÍCIO

Para ser nomeado Soldado PM de 2ª Classe o candidato deverá ter sido aprovado em todas as etapas do concurso público e obter classificação dentro do número de cargos previstos em Edital.

A Diretoria de Pessoal da Polícia Militar publicará no Diário Oficial do Estado de São Paulo e no Portal de Concursos Públicos do Estado a convocação dos candidatos nomeados para a posse e início de exercício no cargo público.

A posse será realizada no prazo de 30 (trinta) dias, contados da data da publicação do ato de nomeação.

Se a posse não se der na data prevista pela Administração, por vontade do empossando, o ato de nomeação será tornado sem efeito.

A posse ocorrerá com a assinatura do respectivo termo, em data prevista pela Administração, devendo ser realizada pessoalmente pelo candidato nomeado, vedada a posse por procuração.

O termo de posse será lavrado e assinado pela Diretora de Pessoal da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

O titular de cargo, emprego ou função pública, civil ou militar, da União, Estado, Distrito Federal ou Município, deverá entregar cópia da publicação em Diário Oficial respectivo ou documento, certidão ou publicação que comprove sua efetiva desvinculação/exoneração do cargo público até a data da posse, não sendo aceito o pedido de exoneração.

Não serão empossados os candidatos aprovados e classificados dentro do número de vagas previstas e que deixarem de apresentar quaisquer documentos exigidos no edital de concurso para posse no cargo.

Se a qualquer tempo antes da posse for constatada razão ou circunstância em que se observe a necessidade de comprovação da higidez física ou mental do candidato, este deverá ser novamente avaliado por Junta de Saúde para comprovação das condições de posse.

O candidato terá exaurido o direito decorrente da sua aprovação no concurso público quando se recusar expressamente à nomeação ou for nomeado e deixar de tomar posse no cargo.

Constatada a inobservância a algum dos requisitos previstos de inscrição ou condições de posse, por fato ou causa preexistente ao ingresso, a nomeação será invalidada.

A Diretoria de Pessoal publicará no Diário Oficial do Estado de São Paulo o ato de Posse e Início de Exercício no cargo público.

A candidata grávida, após tomar posse, será submetida à inspeção de saúde, que declarará a sua condição para iniciar ou não o curso de formação e, caso esta declaração seja contrária ao início do curso, terá assegurado o direito de ser matriculada no primeiro curso iniciado após o encerramento do respectivo período de afastamento, correspondente ao período de licença à gestante, devendo ser empenhada em atividades administrativas na Unidade responsável pelo desenvolvimento do respectivo curso, durante o período gestacional.

ÚLTIMO CONCURSO SOLDADO PM SP

O concurso pm sp contou com prova objetiva, aplicada no dia 9 de junho de 2018. O concurso ainda contou com prova dissertativa, exame de aptidão física, exame de saúde, exame psicológico, avaliação de conduta social e análise de documentos.

A Prova Dissertativa foi composta de uma redação, onde o candidato produziu uma dissertação em prosa na norma-padrão da língua portuguesa, a partir da leitura de textos auxiliares, que serviram como um referencial para ampliar os argumentos produzidos pelo próprio candidato.

Os locais de provas foram distribuídos pelas cidades de Araçatuba, Bauru, Campinas, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Sorocaba.


Comentários


CONCURSOS 2020: clique aqui e confira as oportunidades para este ano!
CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!
CONCURSOS DF 2020: principais concursos previstos para o DF em 2020!