Como evitar a curva de esquecimento e memorizar tudo

Saber como evitar a curva de esquecimento é o desejo de muitos estudantes de concursos públicos. Afinal, este processo natural do cérebro compromete o tanto de informação que um estudante é capaz de recordar.

E isso pode afetar o rendimento do concursando na prova do seu certame. O que pode, por sua vez, acabar com as suas chances de ser aprovado e assumir a vaga que está disputando.

Pensando nisso, separamos algumas dicas e técnicas de como evitar a curva de esquecimento. Ou pelo menos reduzir sua ação e facilitar a retenção dos estudos na sua memória.

Está pronto para aprender como manter mais do que estuda na sua memória? Ótimo, então vamos começar.

Primeiramente, o que é a curva de esquecimento e como ela nos faz esquecer o que estudamos

Antes de apresentarmos nossas dicas de como evitar a curva de esquecimento, é fundamental que você entenda o que ela é. E mais, como ela faz com que esqueça os conteúdos estudados para o seu concurso.

De forma geral, a curva de esquecimento é um processo natural do cérebro para eliminar informações consideradas inúteis.

A curva funciona de forma simples, no início do estudo nosso cérebro consegue reter na memória 100% dos conteúdos estudos. E com o tempo, o cérebro elimina as informações estudadas da memória.

Só no primeiro dia depois de estudar, se esquece cerca de 50% dos conteúdos são esquecidos. Nos dias seguintes, mais do que foi estudado é esquecido pelo cérebro até que você não consiga lembrar nada.

Agora, tem um detalhe que é a chave de como evitar que a curva de esquecimento cause essa perda total das informações estudadas.

Essa curva só consegue eliminar rapidamente informações que o cérebro julga inúteis porque não as usa recorrentemente. Ou seja, ela só funciona rápido assim para aquilo que você estuda uma vez e deixa pra lá.

Em outras palavras, basta manter o uso recorrente do que estudo que a curva de esquecimento é evitada. Ou pelo menos, tem a sua ação retardada e diminuída, garantindo que você consiga lembrar mais do que estudou.

E é aqui que entram as nossas dicas para fazer exatamente isso, confira.

1 – Revisões periódicas, o trunfo principal de como evitar a curva de esquecimento

Uma das formas mais efetivas para deter a ação da curva de esquecimento são as revisões periódicas dos conteúdos estudados.

Como dissemos, o cérebro elimina gradualmente informações que não usa recorrentemente, que não são trabalhadas por ele. Pois bem, a prática de revisar os assuntos estudados garante que o nosso cérebro vai trabalhar essas informações com frequência.

E por tabela, vai demorar mais tempo para eliminá-las da memória.

Além disso, as revisões recorrentes vão ajudar a sedimentar o que foi estudado na memória de longo prazo. E vão ficar disponíveis por muito mais tempo em sua totalidade para uso do concursando.

O que é simplesmente essencial para quando tiver que fazer a prova do concurso.

As revisões periódicas devem ser feitas de forma planejada, para garantir a queda do efeito da curva de esquecimento.

Idealmente, você deve fazer a primeira revisão do que estudou dentro de 24 horas após o estudo do conteúdo. Por exemplo, estudou uma matéria ao meio-dia, então você deve revisar ela até o meio-dia do dia seguinte.

Em seguida, você deve realizar uma outra revisão dentro das próximas 24 horas. E seguir assim até completar uma semana do estudo inicial.

Depois disso, de acordo com os estudos de Hermann Ebbinghaus sobre a curva de esquecimento, as revisões devem ser feitas uma vez por semana. Deste modo, a matéria que você estudou estará melhor consolidada na memória de longo prazo, e será improvável que haja perda das informações até a prova.

As revisões periódicas são um verdadeiro tesouro para estudantes, sendo uma das mais básicas porém poderosas técnicas de estudos.

PS: Mapas mentais são ferramentas ótimas para facilitar o trabalho com revisões, saiba mais sobre eles neste artigo.

2 – Pratique de forma recorrente o que estudou

As revisões periódicas são uma das melhores maneiras de como evitar a curva de esquecimento.

Porém, elas não são a única coisa que você pode fazer para deter a ação dessa função natural do cérebro. Você também pode e deve praticar com consistência aquilo que estudou.

Assim, o cérebro vai tratar as matérias estudadas como informações imprescindíveis. E então passará a trabalhar para mantê-las de qualquer forma na memória, de curto e longo prazo.

A melhor maneira de fazer esse trabalho prático é com a realização de questões e simulados para concursos.

Os exercícios práticos testam o conhecimento adquirido e sedimentado do estudante. Além disso, eles forçam o cérebro a trabalhar as informações que absorveu durante os estudos, mantendo-os presentes na memória.

O ideal é que o estudante consiga realizar as revisões e fazer os exercícios e simulados para cada assunto estudado. Dessa forma, é muito mais fácil evitar que a curva de esquecimento afete o que foi aprendido.

3 – Técnicas de memorização entre estudos

Por fim, uma outra dica de como evitar a curva de esquecimento é utilizar boas técnicas e ferramentas de memorização.

Existem diversas técnicas e ferramentas eficientes para melhorar a capacidade do cérebro de sedimentar informações. Ou seja, elas ajudam a fixar na memória de longo prazo aquelas informações que você vai precisar ao fazer a sua prova de concurso.

A prática delas deve ser feita lado a lado com o uso das revisões e exercícios. É bem verdade que esses dois recursos também podem ser entendidos como ferramentas e técnicas de memorização.

Em outro conteúdo exclusivo, apresentamos 5 técnicas e ferramentas que podem ser usadas para melhorar a capacidade de memorizar seus estudos.

Para conferir este conteúdo, você só precisa clicar no link abaixo.

➥ Quero aprender a fundo as 5 técnicas e ferramentas para melhorar a minha capacidade de memorizar


Comentários


CONCURSOS 2020: clique aqui e confira as oportunidades para este ano!
CONCURSOS ABERTOS: veja aqui os editais publicados e garanta a sua vaga!
CONCURSOS DF 2020: principais concursos previstos para o DF em 2020!